MARABÁ: Ministério Público lança programa Família Acolhedora



Nesta quarta-feira, dia 9 de maio, o Ministério Público do Estado lança, em Marabá, o programa Família Acolhedora. O programa visa o acolhimento de crianças e adolescentes que foram afastados de sua família por medida de proteção. Esse acolhimento será feito por famílias de Marabá dispostas a acolhê-las. O serviço de acolhimento familiar em Marabá é instituído pela Lei Municipal n° 17.809, aprovada em novembro de 2017. “O projeto tem o objetivo de reintegrar essas crianças e adolescentes ao convívio familiar, dar a elas todo o suporte e carinho”, diz a Promotora de Justiça Ligia Valente. 

Para se tornar uma família acolhedora os interessados precisam dispor de tempo e estar interessados em oferecer proteção e amor a essas crianças e adolescentes. O programa terá uma página na internet onde os interessados farão um cadastro prévio. Para participar é preciso ter idade acima de 18 anos, renda mensal comprovada ou aposentadoria. Além disso, todos os integrantes da família precisam concordar com a adoção temporária e a pessoa que se cadastrou precisa obter uma declaração que comprove que ela não tem interesse em adotar aquela criança, uma vez que o programa visa apenas o acolhimento. 

Porém, o interessado também precisa ser psicossocial favorável a adoção, o que também deverá ser comprovado por meio de declaração, além de ter residência fixa em Marabá. Após o cadastramento os interessados passarão por uma capacitação antes de receber as crianças e adolescentes em seus lares. O lançamento do Programa Família Acolhedora será no dia 9 de maio, no auditório do prédio das Promotorias de Justiça de Marabá localizado na rua das Flores, s/nº, Agropoles do Incra, às 11h. Na ocasião também será apresentado o site oficial para cadastro das famílias interessadas. Texto: Assessoria de Comunicação


COMPARTILHAR:
← Anterior Proxima  → Página inicial

Nenhum comentário:

Postar um comentário