Header Ads

test

Cerco Poseidon apreende madeira ilegal e fiscaliza embarcações



Deflagrada na manhã desta terça-feira (15), pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), a Operação Cerco Poseidon abordou embarcações e fiscalizou cargas e veículos que estavam sendo transportados em balsas. A ação foi iniciada às 4 h da madrugada, e percorreu rios até a Baía do Marajó, na costa da Ilha de Mosqueiro (distrito de Belém).

Quinze agentes de órgãos públicos estaduais, com apoio da Receita Federal, participaram da operação, e flagraram duas balsas e um empurrador, próximo ao Rio Maguari, oriundos de Santarém (oeste do Pará), que transportavam madeira sem documentação. Em outro local houve apreensão de mais duas embarcações que faziam o transporte de madeira, uma que saiu de Abaetetuba (Baixo Tocantins) e outra de Muaná (Marajó). A carga também não estava documentada. Cães da PM revistaram caminhões e contêineres, mas não encontraram substâncias ilegais. 

O objetivo da Operação Cerco Poseidon é combater a entrada no Pará de produtos contrabandeados e drogas; coibir ilegalidades na pesca e no transporte de madeira, e fiscalizar cargas e passageiros em embarcações.

Segundo o capitão Dantas, coordenador da operação, o trabalho foi avaliado como satisfatório. “Existe um trabalho muito grande de prevenção e repressão em terra, mas agora estamos voltando os nossos trabalhos também para as águas, pois a criminalidade, como contrabando e tráfico de drogas, chega pelas rodovias ou pelas águas”, ressaltou.

Participam da operação agentes da Companhia Fluvial, Polícia Civil, Companhia de Cães, Receita Federal, Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa).

Nenhum comentário